Orcrist

Espada Anciã dos Anões da Montanha, destruidora de Orcs

Category:
weapon (melee)
Description:

Weapon: Longsword (1d8+STR)

Origin: Dwarven
Nature: Bane (this sword was created to slay Orcs, and is recognized and hated by such creatures)
Minor Properties: Illusion (you can alter the sword’s appearance in minor ways; such alterations don’t change how it is worn, carried, or wielded and have no effect on its other magical properties; the sword always displays its true appearance when left unattended)
Minor Quirks: Melancholy: (this sword holds the memory of some sorrowful event; while carrying it, the bearer experiences feelings of weariness and discontent and may cry when confronted with failure or overwhelming odds)

Properties:

  • +1 to attack and damage rolls;
  • Bane (Attuned, Dwarf-only): An Orc hit by this sword must make a DC 13 Constitution saving throw. The Orc takes 3d10 extra damage on a failed saving throw, or half that extra damage on a successful saving throw.
Bio:

Esta espada foi encontrada na posse de um Wight, um morto-vivo de pele pálida e asquerosa, que repousava dentro de um sarcófago numa cripta no Santuário do Caos.

Após derrotar a vil criatura, Barbudo trouxe a espada consigo no regresso a Hamlet. Quando chegou à aldeia e deu a notícia ao regente de que o herdeiro real, o príncipe Gladius, tinha sido petrificado, sentiu as lágrimas a assomarem-lhe aos olhos. Enraivecido pela sua inesperada fraqueza emocional, foi para a estalagem o mais rapidamente possível e fechou-se no quarto.

No dia seguinte mostrou a espada aos seus companheiros, mas eles não foram capaz de a identificar. Dirigiu-se então à biblioteca local, decidido a procurar informações sobre a arma. Para sua surpresa, o bibliotecário era um velho Anão da Montanha, que reconheceu imediatamente a arma e lhe contou a sua história.

Os Anões da Montanha que viviam debaixo das Cavernas do Caos tinham-na forjado para combater as tribos de Orcs locais, que os atacavam regularmente. Durante várias décadas foi utilizada pelo seu Rei, Thorin Escudo-de-Carvalho, no combate às vis criaturas.

Contudo, a força primordial que residia no interior da terra atraía toda a espécie de seres atrozes, e com a chegada do Culto do Caos Maligno, os Anões foram forçados a retirar-se. A espada terá ficado para trás, escondida ou perdida, mas guarda em si a tristeza e pesar dos Anões que tiveram que deixar o seu lar ancestral.

Com a ajuda do velho Anão, Barbudo consegue chamar a si o poder antigo da espada, que só se revela a guerreiros da raça Anã.

Orcrist

The Caves of Chaos TheDungeoneer TheDungeoneer