Minos

Minos, o Minotauro das Cavernas do Caos

Description:
Minotauro: AC 16; hp 52; speed 40′; Greataxe +4 (2d12+4 S); Gore +4 (2d8+4 P); Charge +4 (4d8+4 P, Str DC 14 or prone)
Str +4, Dex 0, Con +2, Int -1, Wis +3 Cha -1
Armor Piercing 4: If the minotaur’s melee attack misses but the attack roll is at least 10, the target of the attack takes 4 damage of the attack’s type.
Charge: The minotaur can combine its move and its action into a powerful charge. It moves in a straight line a minimum of 10 feet up to its speed and makes a gore attack. If the attack hits, that target must also make a DC 12 Strength saving throw or be knocked prone.
Keen Senses: The minotaur has a +5 bonus to checks to detect hidden creatures. The minimum of its roll on such checks is 10.
Bio:

Minos instalou-se nas Cavernas do Caos quando era ainda um jovem Minotauro, no período de tempo após a derrota do Culto do Caos Maligno original.

Quando a Medusa fez o seu lar no Santuário do Caos, formou um entendimento com ele, garantindo que as tribos selvagens o respeitavam e não se atreviam a invadir o seu labirinto, enquanto que Minos a reconhecia como líder das Cavernas e daria força e legitimidade à sua presença ali.

Após várias décadas de relativa paz, um grupo de humanos encapuçados surgiu repentinamente, invadiu o Santuário do Caos e fez da Medusa sua prisioneira. Rapidamente restabeleceram o Culto do Caos Maligno, assumindo-se como os novos líderes das Cavernas.

Desde aí que as tribos selvagens deixaram de respeitar a presença de Minos, e por vezes invadem o seu labirinto, tentando roubar o seu tesouro ou mesmo matá-lo.

Embora inicialmente Minos ataque os aventureiros, honrando o seu acordo de protecção mútua com o líder dos Bugbears, acaba por se aliar a eles na sua luta contra o Culto do Caos Maligno.

Após derrotarem a presença do culto, Minos despede-se dos aventureiros e regressa ao seu labirinto. Caso a Medusa não apareça, tornar-se-há em breve o nono líder das Cavernas do Caos.

Minos

The Caves of Chaos TheDungeoneer TheDungeoneer